fbpx

O que é uma Gravel Bike? Essa bicicleta é boa mesmo? (2020)

Gravel Bike é uma bicicleta para todo terreno com estrutura reforçada, pneu mais largo e central mais elevada do solo. Herdam geometria das Speeds de Endurance.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Gravel Bike é uma bicicleta para todo terreno com estrutura reforçada, pneu mais largo e central mais elevada do solo. Herdam geometria das Speeds de Endurance.

O que é Gravel Bike

O que é uma Gravel Bike?

A tradução de Gravel ao pé da letra para o português significa Cascalho, por tanto já podemos deduzir que a gravel é uma bike feita para andar bem em todos os terrenos.

Gravel Bike é uma bicicleta para todo terreno com estrutura reforçada, pneu mais largo e central mais elevada do solo. Herdam geometria das Speeds de Endurance.

Edu Costa do MTB Brasil

Entretanto, ao contrário do que o nome Gravel Bike possa sugerir, essa bicicleta anda em todo terreno. Desde rodovias, estradões de terra batida, trilhas, singletracks e estradas arenosas.

O que é um Graveleiro?

Graveleiro é o nome que se dá ao ciclista que anda de bike de gravel. Normalmente são tão unidos quanto outras tribos de ciclistas e possuem paixão por novas experiencias e aventuras com a bike.

Gravel bike para cicloviagens e bikepakings

Não é atoa que a Gravel Bike tem se tornado a escolha de muitos ciclistas para cicloviagens e bikepackings. É exatamente essa versatilidade que tem agradado aos mais variados perfis de ciclistas.

O que é Gravel Bike

Além disso, uma gravel bike consegue render mais em alguns tipos de terreno, otimizando a relação tempo x quilômetros percorridos.

Não que um cicloturista esteja pensando em performance, mas certamente ganhar uns minutos para montar o acampamento pode fazer toda diferença.

Novos acessórios e lifestyle

Entendendo que o movimento das gravel bikes não é um modismo, algumas marcas começaram a desenvolver linhas de produtos e acessórios para estas bikes.

No momento, por exemplo, ajudo a desenvolver dois produtos para melhoria de performance e autonomia do graveleiro em parceria com a Session Brasil.

Além disso marcas como Draisiana e Skin Sport por exemplo, tem se especializado em produzir roupas e acessórios específicos para as jornadas com essas bikes.

Gravel Bike substitui uma bike de Speed?

Neste caso posso falar com propriedade, pois para mim, a bike de gravel tomou o lugar da speed. Contudo, sei que isso não é uma regra e vou explicar os meus motivos.

A minha região é cortada por ótimas estradas de terra que se ligam a outras estradas asfaltadas e a rodovias. Ainda dentro deste cenário, encontramos trilhas e singletraks perfeitos para pedalar.

Nos vídeos do canal, tenho mostrado toda versatilidade da Diverge Specialized nos mais variados terrenos.

O que é Gravel Bike
Trilhas Pesadas e Técnicas com a Gravel Bike

Descidas Técnicas

O que é Gravel Bike

Pedal em Rodovia

O que é Gravel Bike

Faço toda minha planilha de treino que em grande parte é na rodovia com a bike de gravel. Com a relação atual da Diverge Specialized Sport consigo margem para os treinos de força, técnica e passo.

Pelo fato da bicicleta poder usar o Sistema Tubeless eu consegui um aproveitamento melhor nos treinos devido a total ausência de furos que interrompiam meu treino (por aqui os furos com as bikes speeds são comuns.).

Apensar que no Brasil Ride Diverge Gravel Race segunda etapa eu tive problemas com cortes na lateral, essas foram as únicas ocorrências do gênero até então.

No pelotão de Speed de Gravel Bike

Obviamente precisei fazer mais força para andar em altas velocidades dentro de uma pelotão de speed com ciclistas mais fortes.

A bike tem uma ótima aerodinâmica, mas ela não é comparável com uma especialista em velocidade por exemplo. Nem em geometria e nem em peso.

Nos momentos em que os pelotões de speed “espichavam” eu sofria um pouco, mas em velocidade de cruzeiro (32km/h a 38km/h) eu andava bem com eles.

A Gravel Bike susbstitiu uma Mountain Bike?

Para responder se uma gravel substitui uma mountain bike a resposta pode ser simples. Não substitui! Mas também pode ser um depende.

Realmente andei por todo canto a bike de gravel, passei por trilhas em que as pessoas esperaram minha queda e subi morros técnicos que mountain bikers não subiram. Ela deu conta, mas com algumas ressalvas.

Bike limitada pelo geometria

A limitação da geometria, mais especificamente a altura do bottom bracket (Central) para o chão é baixa, na Diverge Specialized é de 265mm.

Apenas para título de comparação uma mountain bike costuma ter cerca de 310mm. Falo um pouco mais sobre essa questão e dou mais detalhes da geometria desta bike no vídeo abaixo.

Essa pouca altura fez com que o pedal pegasse na borda de algumas trilhas e me fez imaginar que em trilhas técnicas com pedras o mesmo poderia ocorrer.

Uma mountain bike é mais confortável que uma bike de gravel, é fato, e apesar da gravel render muito mais no estradão essa vantagem pode não seduzir a todos. Em especial ciclistas recreativos e pessoas que eventualmente pegam trilhas técnicas ou subidas técnicas.

Numa estrada com pouca conservação a experiencia pode não ser tão boa realmente, em alguns casos a trepidação pode ser um problema e um desconforto.

Falando especificamente da Diverge Sport da Specialized que conta com o sistema Future Shock, essa trepidação é quase totalmente neutralizada. Contudo, no geral em outras bikes de gravel este dispositivo não está disponível.

A Bike de Gravel é uma boa bicicleta para passeios?

O que é Gravel Bike

Com a Diverge Sport fiz várias jornadas, pedais acima de 100 km acabaram sendo mais frequentes. Ainda falando sobre treinos, eu otimizei muito os longões podendo sair um pouco das rodovias com está bike.

E isso tem tudo a ver com passear, pois sabemos que os pedais longos estão mais próximos de passeios do que propriamente de treinos.

A gravel é uma bicicleta muito versátil

Intercalei trechos de estrada de chão com trilhas, asfalto com estradão e criei novas rotas de pedais. Sejam os longões ou os passeios ganharam outros ares com a gravel bike.

Além do rendimento e do surgimento de novos roteiros e combinações de existentes, a bike de gravel ainda é muito mais confortável que uma speed.

Você pode conferir a versatilidade de uma bike de gravel no vídeo do pedal de 150 quilômetros até a Lagoa Azul em Aracruz, lugar incrível, vale a pena assistir.

Bikepaking e Cicloviagem com uma Gravel Bike

Como dito, essa é uma bicicleta versátil, amigável e muito testada. Se no Brasil essas bikes só começaram a aparecer por volta de 2014 e 2015 – falo sobre a primeira viz que vi uma gravel neste Reviews da Diverge, no resto do mundo é uma modalidade consolidada a anos.

Tive a oportunidade de fazer 3 pedais acima de 200 quilômetros com está bicicleta. Sendo um deles com uma pancada de 311 quilômetros de Serra/ES até Conceição da Barra, divisa com a Bahia.

Somente fazendo um parentese aqui, neste bikepacking de 311 quilômetros deu tudo errado, absolutamente tudo. MAS FOI O MELHOR PEDAL DA MINHA VIDA.

Antes de fazer o primeiro reviews da Diverge Sport, a bike de gravel da linha Specialized deste seguimento eu rodei mais de 1500 quilômetros.

Hoje, já tenho mais de 3200 quilômetros rodados e um uso de pelo menos 4 a 5 vezes na semana com essa bike. Antes do bikepaking também gravei um vídeo sobre a manutenção da gravel, que vamos ver mais adiante.

Tudo isso para me certificar da confiabilidade e da robustez deste segmento que a Specialized também chama de Adventure Bike.

O que é Gravel Bike

Gravel Bike tem manutenção cara?

Sobre este importante tema sobre as bikes de gravel eu gravei um vídeo específico. Resolvi dedicar um bom tempo ao tema custo de manutenção de uma gravel.

Neste artigo eu quis comparar os custos de manutenção de uma bike de gravel, contra o baixo custo de manutenção de uma speed e o alto custo, como sabemos, de uma mountain bike.

Manutenção da Gravel é cara? Desmontamos a bike após 1.500km. Acompanhe o resultado

A conlusão foi que ela tem um custo de manutenção acima de uma speed, considerando é claro a forma como eu utilizei a Diverge Specialized.

Diria que fiz um uso entre 70% asfalto e 30% terra e trilhas. Por tanto como poderão ver no vídeo, ao desmontar toda a gravel notamos um excelente estado das peças.

De toda forma, acredito que na utilização similar a de uma mountain bike o custo ainda seria menor. Dado a ausência de manutenção em suspensão e amortecedor por exemplo.

Em termos de desgaste de relação, penso que o custo seria equivalente. Especialmente se a sua gravel estiver usando um grupo de mountain bike, o que é perfeitamente normal.

Competição e Prova de Gravel Bike no Brasil

Hoje no Brasil temos apenas uma prova totalmente exclusiva para as bikes de gravel. A Brasil Ride Gravel Race está em sua segunda edição, e eu tive oportunidade de participar das duas etapas.

Numa delas não tive muita sorte com a calibragem escolhida e acabei tendo cortes no pneu. Em outra a prova foi perfeita e talvez por falta de ritmo mesmo acabei perdendo o pódio. Acompanhe abaixo.

Existem outras provas de gravel no Brasil, mas ainda não exclusivas da modalidade. A primeira prova de Gravel do Brasil foi no consagrado evento Caminhos da Rosa.

Ainda em 2017, me parece que também aconteceu uma etapa da Big Biker onde a modalidade Gravel era uma das opções para os atletas.

Gravel Bike é boa mesmo?

Finalmente minha conclusão sobre essa bicicleta, estou com ela a meses e rodei bem mais que 3.000 quilômetros.

O que é Gravel Bike

No momento, é disparada a bike que mais uso, mesmo tendo duas opções de mountain bike (uma full e outra rígida) e ainda uma speed.

A sua praticidade e a versatilidade da bike me conquistaram, poder alterar um pedal de rodovia com trechos de terra e vice e versa me encantaram. Além disso o passo da bike é ótimo e meus pedais renderam muito mais.

Se por um lado perdi uns pontinhos da velocidade média na estrada em relação a speed, com a gravel ganhei conforto, menos pneus furados, manutenção amigável e novas possibilidades de rotas.

Para todos os ciclistas que possuem terrenos com características favoráveis à Gravel eu recomendo a bike sem sombra de dúvidas. Sim, a Gravel Bike é boa e vale muito a pena ter uma.

compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

comenta ai :)

Deixe uma resposta

Gostou do Conteúdo?

Fortaleça o projeto seguindo a gente no Youtube!