fbpx

Imunidade do Ciclista Mountain Bike e Speed: 7 Dicas pra Adoecer Menos

Imunidade do ciclista preocupa atletas e amadores que praticam mountain bike ou speed. Veja 7 Dicas que me ajudaram a adoecer menos e não perder treino.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Imunidade do ciclista preocupa atletas e amadores que praticam mountain bike ou speed. Veja 7 Dicas que me ajudaram a adoecer menos e não perder treino.

Como eu fiz pra adoecer menos. 7 Dicas para evitar doenças e Receita para fortalecer o sistema imunológico do ciclista do mountain bike ou road – speed.

Imunidade do ciclista preocupa atletas e amadores que praticam mountain bike ou speed. Veja 7 Dicas que me ajudaram a adoecer menos e não perder treino.

Imunidade do Ciclista Mountain Bike e Speed

Assista ou escute o conteúdo do vídeo com o tema sobre o sistema imunológico e as 7 dicas que vou dar para pelo menos adoecer menos.

Aparentemente a ciência já está mostrando que adoecer muito ou pouco está muito mais ligado aos hábitos alimentares, estilo de vida, estresse e sedentarismo do que a fatores genéticos.

Dessa forma, fica claro que ter a melhor saúde possível está nas nossas mãos e não de tão associada a fatores hereditários.

Porque um amigo ou amiga que faz o mesmo esforço que você e esteve num mesmo pedal num dia frio e de chuva não adoece e você sim?

Fatores que mantem as pessoas saudáveis: Imunidade do Ciclista

Abaixo os fatores que mais contribuem para uma vida saudável. Contudo, apesar de também serem 7, estás ainda não são as dicas para manter uma boa imunidade do ciclista.

  1. Alimentação saudável e hidratação;
  2. Atividade física regular;
  3. Manter-se intelectualmente ativo;
  4. Tentar manter o bom humor;
  5. Dormir bem;
  6. Fugir do estresse crônico.
  7. Boa higiene pessoal.

Quais são as principais doenças afetam os ciclistas?

Geralmente estão associadas as nossas vias respiratórias, e podemos falar de leves resfriados até gripes muito fortes.

Ainda temos a clássica garganta inflamada, dor de barriga e infecção gástrica, conjuntivite e fungos nos países baixos.

De onde vem as doenças que mais afetam os ciclistas?

Elas vêm de alimentos e da água contaminada, de contato com outras pessoas doentes e ainda pelo ar. Por exemplo, podem vir da poeira e até de fezes de animais como estrume de vaca e de cachorro.

É importante falar também que as vezes ficamos doentes por vírus que nós já tínhamos no corpo, o que os médicos chamam de vírus oportunistas.

Basicamente você foi contaminado, mas como a imunidade estava alta o vírus pensou: “Vou esperar um pouco e depois ataco na primeira oportunidade que a imunidade do hospedeiro se enfraquecer“.

Como evitar as doenças que nos tiram das provas e passeios de bike?

Para evitar as doenças que nos tiram dos treinos, das provas e dos passeios de bike é preciso seguir alguns cuidados bem básicos. A imunidade do ciclista pode ser afetada por coisas tão simples que as vezes deixamos passar.

Por tanto, veja agora veja as 7 dicas para turbinar e cuidar da imunidade e lhe tornar um ciclista mais consistente e resistente a doenças.

7 Dicas para Melhorar a Imunidade do Ciclista

  1. Evitar contato com pessoas gripadas, resfriadas e etc…;
  2. Evitar ao máximo ficar encostando os dedos ou passando as mãos na boca, no nariz, e nos olhos. Durante ou fora do pedal!;
  3. Lavar muito bem caramalholas e squeezes de água, especialmente se tiver aquela borrinha preta. Cuidado redobrada se você usa líquidos com açucares nela, como malto, isotônicos, mel e etc. Isso favorece a proliferação de bactérias e fungos;
  4. Tirar a roupa suja e suada do corpo imediatamente após o pedal e tomar um banho. Lembre-se de se enxugar muito bem ali em baixo.
    Tentar lavar o mais rápido possível estas roupas, especialmente as roupas da parte de baixo como bermudas, bretelles e peças intimas – atenção redobrada para as meninas, pois possuem os órgãos ali mais exposto que os meninos;
  5. Não pedalar ou treinar quando já estiver manifestando sintomas de doenças como gripe, febre ou garganta inflamada. Dores no corpo também são sinais enviados pelo nosso organismo de que alguma coisa vai mal. E não estou falando de dor causada por esforço físico, me refiro aquela leseira que antecede um resfriado ou uma gripe por exemplo;
  6. Cuidado com a intensidade do treino. Sim, treinos muito intensos e esforços muito grandes podem baixar sua imunidade. Passar várias horas sobre a bike, sob o sol forte por exemplo demanda muita energia do seu corpo e isso pode baixar sua imunidade;
  7. Estresse, angustias e ansiedade. Isso foge do nosso controle as vezes é pode ser difícil controlar. Por exemplo, comece a monitorar e perceber se essa garganta inflada por exemplo não veio logo depois de você ter passado um nervoso ou estar enfrentando algum tipo de problema emocional. Atletas podem sofrer de ansiedade com a proximidade de um evento importante. E ainda, se essas crises emocionais não estão batendo com uma fase do treino que está exigindo muito do corpo.

Vamos cuidar do sistema imunológico

Seguir essas dicas parecem ser uma boa forma de dar uma ajuda para o sistema imunológico, se associada a uma dieta equilibrada, uma boa qualidade do sono e com hábitos comportamentais saudáveis as chances de adoecer caem muito. Pode acreditar.

compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

comenta ai :)

Deixe uma resposta

Gostou do Conteúdo?

Fortaleça o projeto seguindo a gente no Youtube!