fbpx

Fodaxman Extreme Triathlon recebe pela primeira vez um paratriatleta

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Superar. Verbo que será conjugado por diversas vezes por Mário Vinícius Tebet Magalhães no dia 11 de dezembro. Ele será o primeiro paratriatleta a participar do Fodaxman Extreme Triathlon. O carioca de nascimento radicado em Fortaleza (CE) está entre os mais de 110 atletas que vão encarar o triatlo extremo com 4.900 metros de altimetria acumulada entre o litoral e a serra de Santa Catarina.

O Fodaxman Extreme Triathlon tem 4 km de natação, na Barragem de São Bento, em Siderópolis, 173 km de ciclismo, que inclui a subida da Serra do Rio do Rastro, em Lauro Müller, e 42 km de corrida, com a parte final no Morro da Igreja, em Urubici. A linha de chegada fica a 1.818 metros acima do nível do mar. Este é o maior desafio na vida de triatleta de Mário Vinícius Tebet. 

Por volta dos cinco anos, ele sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) que resultou em sequelas motoras no lado direito do corpo. A prática dos mais variados esportes fizeram parte da vida de Tebet como tratamento desde então. Passou por karatê, taekwondo, natação, futebol, corrida, voleibol, basquetebol, capoeira e ciclismo  Foi em 2017 que o triatlo apareceu. 

Daí por diante, participou de diferentes provas e, até então, seu maior desafio foi o mundial de Ironman 70.3 (metade da distância do Fodaxman) realizado em Nice, na França, em 2019. Em breve ele enfrenta seu primeiro triatlo extremo e com distâncias muito similares ao Ironman e entrará para a história da prova como o primeiro paratriatleta.

“Estou contando os dias, e contando desde 2020 (a prova foi adiada por conta do cenário da pandemia no Brasil). Estou muito feliz em chegar na reta final de preparação forte, saudável e com a cabeça boa para encarar todos os desafios que só o Fodaxman tem. Espero cruzar a linha de chegada para celebrar com minha família, amigos e patrocinadores o feito de ser o primeiro paratriatleta a concluir o Fodaxman e também a minha primeira prova de triatlo de distância full”

conta Mário Vinícius Tebet Magalhães.

O entusiasmo do triatleta PCD tem procedência. Afinal, não é chamado de triatlo extremo à toa. Os 4 km de natação na Barragem do Rio São Bento, em Siderópolis, começam ainda antes do amanhecer. Os 173 km de ciclismo têm 3,6 mil metros de altimetria acumulada, sendo mais de um terço deles na subida da Serra do Rio do Rastro, em Lauro Müller. Na maratona, além de muitas subidas, o atleta deve administrar a queda de temperatura na parte final, no Morro da Igreja, um dos pontos mais frios do Brasil. 

“Ficamos felizes quando recebemos o pedido de inscrição do Tebet. Esta é uma prova de atleta para atleta e que tem a superação dos próprios limites como premissa. Ele sintetiza isso ao longo da própria vida e queremos muito vê-lo chegar ao topo do Morro da Igreja para testemunhar a satisfação pessoal dele em concluir uma prova difícil para todos triatletas que aceitam esse desafio”

comenta Fabrício Abido, um dos organizadores do evento. 

Sobre o Fodaxman Extreme Triathlon

O Fodaxman Extreme Triathlon tem 4 km de natação, na Barragem de São Bento, em Siderópolis, no Sul de Santa Catarina, 173 km de ciclismo, que inclui a subida da Serra do Rio do Rastro, em Lauro Müller, e vai até Urubici, no Planalto Serrano, e 42 km de corrida, entre eles a parte final no Morro da Igreja, em Urubici. São 4,9 mil metros de altimetria acumulada e com a chegada a 1.818 metros acima do nível do mar. 

Calendário mundial

Em 2019 o Fodaxman Extreme Triathlon passou a integrar o calendário da Xtri World Tour, que reúne provas de triatlo extremo em todo o mundo, como prospect race (prospecção). Este ano volta a fazer parte da programação mundial, mas como uma das 17 provas oficiais que compõem o circuito

Todos os campeões do Fodaxman Extreme Triathlon

2017 (1ª edição – janeiro)  – Luiz Inácio Silva – 12h46

2017 (2ª edição – dezembro) – Felipe Dayrell – 12h58 e Lívia Bustamante – 14h23

2018 (3ª edição – dezembro) – Jonathan da Silva – 12h09 e Luiza Tobar – 12h58 (recorde de prova)

2019 (4º edição – dezembro) – Thiago Menuci – 11h12 (recorde de prova) e Lívia Bustamante – 14h23

Mais informações sobre o Fodaxman: https://www.fodaxman.com.br/

compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

comenta ai :)

Deixe uma resposta

Gostou do Conteúdo?

Fortaleça o projeto seguindo a gente no Youtube!