fbpx

Bateu Fadiga e Cansaço no Pedal? Identifique a Causa para Resolver este Problema

Quem nunca sentiu uma canseira repentina durante um pedal? Aquela fadiga e um cansaço que vem do nada e de repente te quebra.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Quem nunca sentiu uma canseira repentina durante um pedal? Aquela fadiga e um cansaço que vem do nada e de repente te quebra. Pois bem, existem vários fatores que podem estar causando isso e hoje trago 5 possiveis causas.

Talvez você já tenha sentido algumas delas e por isso o cansaço e a fadiga te pegou no meio de um passeio, prova ou pedal de mountain bike ou de speed.

Identifique a causa dessa fadiga e do cansaço e remedie mais acertivamente para melhorar os seus passeios, pedaies e treinos.

Fadiga e Cansaço no Pedal

O que ainda não mudou por completo, é o motor que aciona uma bicicleta – seu corpo – ainda é o mesmo e andar muito ou muito rápido ainda resulta em fadiga. A fadiga é causada por uma variedade de reações fisiológicas.

Então vamos falar de alguns destes fatores e tenho certeza que em algum momento você vai se identificar mais forte com alguém deles. E isso pode ser bom, pois assim pode agir mais especificamente sobre a causa e com osso melhorar a sua forma física como um todo.

Acúmulo de ácido láctico

O ciclismo da forma como nos praticamos é predominantemente uma atividade aeróbica. A gordura e o carboidrato são decompostos para formar uma substância produtora de energia chamada trifosfato de adenosina (ATP), que alimenta suas contrações musculares. 

Se você andar rápido demais, seu corpo não conseguirá absorver oxigênio suficiente para que esse processo ocorra. Isso resulta na decomposição incompleta de carboidratos em um ambiente livre de oxigênio. 

O subproduto desse tipo de atividade é chamado de ácido lático, que é, em termos simples, responsável pela sensação de queimação que você sente quando trabalha muito. Grandes quantidades de ácido lático farão com que você diminua a velocidade ou pare de pedalar, e você só poderá continuar depois de descansar e os níveis de ácido lático reduzirem.

Baixa nos Reservatórios de Combustível

Seu corpo usa dois combustíveis principais durante o ciclismo: gordura e carboidrato. Embora seja improvável que você fique sem gordura durante o passeio de bicicleta mais longo, é possível ficar sem carboidrato. 

O carboidrato é armazenado em seus músculos na forma de glicogênio. Em seguida, ele é estocado nos nossos músculos e esse estoque de energia só pode ser usado pelos músculos em que está contido. 

Se esses estoques se esgotarem, seus músculos ficarão fatigados e só se recuperarão após o descanso e a nutrição adequados. 

Esse esgotamento das reservas de glicogênio de Prego de Fome ou de Muro, daí a expressão bater no muro. Alguns ciclistas vão usar o termo bonking. 

Nós podemos minimizar isso através da reposição de energia, ou simplesmente ingerindo alimentos apropriados e em quantidades adequadas para cada indivíduo.

Fadiga Muscular

Fazer o pedivela girar exige movimento dos músculos, especialmente os das pernas como os quadríceps, isquiotibiais e glúteos máximos. Além das panturrilhas e outros músculos evidentemente.

É claro que só pedalar também te trás adaptações, mas de uma forma geral, mas não tão regular em termos de crescimento.

Uma das adaptações que você experimentará com um treino especifico num primeiro momento é o aumento regular da resistência muscular.

O aumento da resistência muscular é o resultado de um aumento nas células produtoras de energia chamadas mitocôndrias e um aumento no tamanho e no número de fibras musculares aeróbicas. 

Quanto maior a sua resistência muscular local, mais resistentes serão os músculos à fadiga, o que significa que os músculos podem trabalhar por mais tempo antes de se cansarem.

Baixo Condicionamento Cardiovascular

Seu sistema cardiovascular consiste em seu coração, pulmões, sangue e vasos sanguíneos e é responsável por absorver, transportar e utilizar oxigênio. 

Se você tem um baixo nível de condicionamento cardiovascular, seus músculos não receberão o oxigênio essencial de que necessitam para uma atividade prolongada e você terá que diminuir a velocidade ou mesmo parar de pedalar. 

A capacidade do coração e dos pulmões, a contagem de glóbulos vermelhos e a densidade capilar afetam o desempenho do seu pedal e, quanto melhor a condição do seu sistema cardiovascular, menos fadiga irá sentir. 

O condicionamento cardiovascular e, por consequência sua resistência à fadiga aumentam com a pratica de exercícios regulares.

compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

comenta ai :)

Deixe uma resposta

Gostou do Conteúdo?

Fortaleça o projeto seguindo a gente no Youtube!