fbpx

Começou a RAAM – Race Across America. A prova mais brutal do ciclismo

A Race Across América ou RAMM é para muitos a prova mais duro do mundo no ciclismo. Mais de 5000km numa única etapa cruzando os Estados Unidos de bicicleta
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

A Race Across América ou RAMM é para muitos a prova mais duro do mundo no ciclismo. Mais de 5000km numa única etapa cruzando os Estados Unidos de bicicleta.

A Race Across America é um dos eventos mais respeitados do mundo, e não só para ciclistas, mas em toda comunidade esportiva mundial. É considerado um dos eventos auge que um atleta pode realizar.

Completar um RAAM coloca o atleta no pool seleto de pessoas que conseguem romper obstáculos além dos limites normais humanos.

História da RAAM

Em 1982, quatro pessoas correram do píer de Santa Mônica, em Los Angeles, para o Empire State Building, em Nova York. Nessa época isso já foi coberto pela TV americana e a partir daí a prova ganhou o imaginário de atletas no mundo todo.

Em 1992 com a criação de categorias por equipes tornou a prova ainda mais popular. Você poderia a partir daí então, juntar 2, 4 e 8 pessoas num tima e enfrentar o desafio em grupo. E essa mudança foi o que tornou o evento mais acessível para qualquer ciclista apto.

Quem Corre a RAAM e Como Correr?

O RAAM não se limita a ciclistas profissionais. É um evento aberto a todos que estiverem aptos a participar. Contudo, existem regras de qualificação.

A prova atrai ciclistas do mundo inteiro, sejam eles profissionais ou não. E é exatamente essa integração que faz do RAAM um dos megaeventos de ciclismo mais democrático do planeta.

A maior parte dos participantes são pessoas comuns, com emprego normais, família e responsabilidades como todos nos.

A largada conta com ciclistas de 13 a 75 anos de idade. 50% são dos Estados Unidos e 18% dos participantes são mulheres.

Qualificação para a Race Across America

RAAM - Race Across America

Para participar da RAMM correndo como Solo é preciso estar qualificado e uma das formas é participar de provas espalhadas pelo mundo que são reconhecidas pela RAAM como classificatórias.

Mesmo que tenha feita uma dessas provas o seu pedido é analisado e só então depois de aprovado é que a confirmação chega e sua inscrição é confirmada.

O cara tem que por exemplo terminar uma dessas provas no que eles chamam de passo RAAM com mais de 10,5m/h ou 16.6km/h. 

Quem tem a inscrição confirmada recebe um Certificado de Qualificação e uma carta de convite. Para muitos, só ser um dos escolhidos já é um certificado de que é um cara diferenciado.

Já para correr em Times com mais de 4 participantes a coisa já é mais simples.

Onde acontece a prova

A prova acontece nos Estados Unidos, tem a largada no píer de Oceanside, Santa Mônica, em Los Angeles e cruza 12 estados. Os ciclistas vão cruzar dois desertos, Sonora e Mojave e subir três das piores montanhas que se pode subir de bicicleta na região (Sierra, Rocky e Appalachian).  Daí chegam em Anápolis, capital do estado de Maryland.

Assim os ciclistas vão sair do Oceano Pacifico para o Oceano Atlântico. Com 37 anos de história, a rota do RAAM mudou várias vezes, então todo ano há um novo caminho para os caras percorrem.

Distancias e Desafios da RAAM 2019

A rota atual é de 3.070 milhas ou 4.40 quilômetros com 53.540 metros de altimetria. Dizem que sem dúvida este ano seráa o percurso mais brutal de todos os tempos.

Não há outra corrida no mundo como a RAAM, nada combina a distância, o terreno e o clima; nenhum outro evento que teste o espírito de um atleta e de uma equipe começo ao fim.

RAAM é uma corrida! Mas, ao contrário dos três grandes Europeon Grand Tours (Tour de França, Vuelta a Espana e Giro de Italia), RAAM não é uma corrida de palco. O RAAM é um estágio contínuo, uma vez que o relógio começa, ele não para até a linha de chegada. É a prova do tempo mais longa do mundo … a derradeira corrida da verdade.

Curiosidades sobre a Race Across America

O RAAM é cerca de 30% maior que o Tour de France. Além disso, os pilotos devem completar a distância em aproximadamente metade do tempo, sem dias de descanso.

Correndo em equipe você tem até  dias para terminar a prova. A maioria dos times termina em 7, o recorde até hoje foi de 5 dias.

Correndo solo, você tem até 12 dias, a maioria termina em 11 dias e o recorde é de 8 dias. 

Quando perguntado por quê? Alguns podem ecoar o sentimento de George Mallory sobre o Monte. Everest, “Porque está lá!” 

Para a maioria dos pilotos, o motivo não é tão simples assim. Razões incluem arrecadar dinheiro para uma causa de caridade (Os ciclistas que fizeram isso arrecadaram mais de US $ 2 milhões por ano nos últimos 5 anos), estabelecer um recorde, ver o país, compartilhar uma experiência com amigos, adicionar seu nome à lista de finalistas, etc.

Mas, na maioria das vezes, a maioria das pessoas corre RAAM simplesmente para se divertir. e desafiar a si mesmos. 

Finisher da RAAM

Dani Genovesi na RAAM
Dani Genovesi – Brasileira Tri Campeã Mundial de provas de longa distância.

Tornar-se um finalista oficial da RAAM significa ganhar a medalha e a medalha mais cobiçada da ultra-racing. Para os brutos e sortudos que vencerem a sua divisão de corridas, a premiada placa dos EUA

Alem disso, entrar para a família de elite que se chama RAAM Finishers. A RAAM sempre estará no auge das conquistas ultra-corridas.

compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

comenta ai :)

Deixe uma resposta

Gostou do Conteúdo?

Fortaleça o projeto seguindo a gente no Youtube!