fbpx

Ciclistas iniciantes: como escolher a melhor bicicleta?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Toda pessoa que deseja desenvolver o bem-estar, melhorar a resistência e perder alguns quilinhos sabe que a prática de exercícios físicos é fundamental para atingir esses objetivos. Muitos buscam no ciclismo essa melhoria na qualidade de vida. Esse esporte traz diversas vantagens não somente para o corpo como também para a mente.

Tão importante quanto reconhecer os benefícios de pedalar é saber qual bicicleta é ideal para seu estilo e propósitos. Veja aqui um guia rápido sobre os diferentes tipos de bike disponíveis no mercado para você.

Mountain bike

Essa é uma ótima opção para quem se interessa por pedalar fora da cidade.  Trata-se de uma bicicleta feita especialmente para ambientes de natureza bruta. Sua caraterística principal está robustez e nos seus pneus que são adaptados para resistir a solos pedregosos ou de chão batido.

Os cravos da borracha fornecem uma boa tração, o que permite uma aderência eficaz no solo. Conhecidas também pelo seu conforto, as mountain bikes possuem tanto a suspensão como também os freios com boa resistência e funcionalidade, a fim de proporcionar uma experiência agradável para o ciclista que gosta de se aventurar. As únicas desvantagens que esses modelos possuem são o rolamento mais lento no asfalto e o custo mais elevado de manutenção.

Bicicleta de estrada (Road Bike ou Speed)

Esse tipo de bicicleta – também chamada de speed – serve para aqueles que desejam maiores performances no pedal. Ideais para trajetos longos, especialmente no asfalto, essas bikes possuem um quadro mais leve – que proporcionam ganho de velocidade – e pneus mais finos.

A vantagem principal sem dúvida é a velocidade. Já a desvantagem é que a speed pode não ser ótima no caso de uma estrada com condições ruins, cheias de buracos.

Bicicleta Touring

Essa bike é projetada para viagens de longos trajetos, quando se é necessário levar alguma bagagem. A também chamada de “bicicleta de turismo” possui um quadro desenhado para oferecer um percurso confortável e de estabilidade. Além do bagageiro na parte de trás, alguns modelos trazem pontos para a fixação de cestos e paralamas. Os pneus dão sensação de conforto e ajudam a fornecer a vantagem de uma alta resistência e boa velocidade para a touring. A desvantagem é que essas bicicletas não são tão velozes para participarem de uma competição de corrida.

Bicicleta híbrida

Essa é aquela bicicleta “pau pra toda obra”. Isso porque ela é considerada uma intermediária entre a mountain bike e a speed, podendo atender a necessidades diversas. A bike híbrida possibilita tanto o corre-corre da rotina – locomoções simples – como percursos de longos trajetos na estrada e lazer. Justamente por ser versátil, a vantagem é que ela é preparada para rolar em diferentes superfícies, e acaba por ser a escolha dos mais indecisos. Deve-se atenção, contudo, ao fato de que ela não é ideal para os extremos: nem para altas velocidades e competições nem para aventuras pesadas fora do asfalto.

Bicicleta elétrica

A bike elétrica é uma opção interessante para quem não pode suar muito pra chegar no trabalho. O motor embutido é projetado com o intuito de dar força ao ciclista no pedal. Não se trata de uma bicicleta que “pedala sozinha”, mas sim de um equipamento que te dá impulso, sobretudo na partida e em momentos mais pesados do trajeto. Longe de ser uma motocicleta, a e-bike nunca se moverá somente com a força do motor. As únicas desvantagens podem ser o preço mais alto e a necessidade de constante recarga.

Bicicleta dobrável

Se você vive correndo na rotina, possui pouco espaço e se locomove usando transporte urbano, a bike dobrável é perfeita para você. Ela serve muito bem para pequenos percursos no meio da cidade especialmente para quem tem pouco a tempo a perder. São vantajosas na leveza, compatibilidade e facilidade de carregar, mas não servirão para você caso queira fazer longos percursos, com alta velocidade e fora do perímetro urbano.

Gravel Bikes

Esse é um modelo relativamente novo aqui no Brasil. A bicicleta do tipo Gravel é projetada para suportar estradas mais broncas e trajetos longos no asfalto. Ela apresenta uma composição de peças que proporcionam eficiência tanto na estrada quanto em trilhas, além de fornecer mais conforto do que uma mountain bike. As principais vantagens desse tipo de bike são: leveza, jogo de marchas versátil, capacidade de alforjes e bagageiro e bom custo-benefício quando comparado às speeds ou mountain bikes.

compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

comenta ai :)

Deixe uma resposta

Gostou do Conteúdo?

Fortaleça o projeto seguindo a gente no Youtube!